Analise para as eliminatórias de League of Legends!

O International WildCard, que acontece dias 29 e 30 de Agosto, nos estúdios da Riot Games em São Paulo.

Confira a análise abaixo:

Os Times da Final

team_article_2_klg_0

Kaos Latin Gamers (KLG) – Os chilenos entram na final como os grandes “underdogs”, já que o restante dos times da América Latina tem ficado, historicamente, bem atrás das equipes brasileiras. Mesmo que estas equipes tenham praticado entre si de vez em quando, ainda não foi suficiente para suprir esta diferença técnica. Se conseguirem passar agora, terão uma torcida no chile que pode ajudar.

Análise

· Previsíveis, apostam seus picks nos mesmos Champions, especialmente para bot lane;

· Focam seus recursos no Atirador e no Meio (ambos devem pickar Champions atiradores) e não investem no Topo;

· São fracos no “early game”, mas compensam com fortes “team fight”;

Formação

POSIÇÃO

NOME

A/M/A NA FINAL

Topo

Felipe “Helior” Pastenes

4.0

Caçador

Julio “Juliostito” Berríos

4.7

Meio

Juan “Regi” Curto

3.8

Atirador

Matías “Whitelotus” Musso

6.0

Suporte

Manuel “Bear” Parrochia

6.1

team_article_2_hr

Hard Random (HR) – São favoritos para chegarem as finais. Perderam no último Wildcard para a KLG, mas no geral possuem resultados muito melhores. O Meio Kira é a estrela do time e faz “solos play” ambiciosos, mas o jogador chave da HR talvez seja mesmo, seu Caçador Symphony, observem ele cuidadosamente pois o time vai ir bem ou mal de acordo com a sua performance.

Análise

· Picks para o Top ou Caçador 2×2 e Symphony vai buscar sair de Rek’Sai;

· Preferem os estilos Ocidental/Europeu de inversão de lanes (4×0 com pressão para derrubar as torres cedo);

· Caso Symphony não ache oportunidades logo, haverá lentidão na laning phase e uma incerteza na transição para o mid game.

Formação

POSIÇÃO

NOME

A/M/A NA FINAL

Topo

Dmitri “Smurf” Ivanov

3.69

Caçador

Aleksei “Symphony” Tyunin

4.00

Meio

Mykhailo “Kira” Harmash

3.86

Atirador

Aleksei “LeX” Kitsak

2.94

Suporte

Dmitri “Dimonko” Korovushkin

3.86

team_article_2_pain_0

paiN Gaming (paiN) – São os favoritos para ganhar, mas nada garantido. A paiN tem forte “side lanes” e uma ótima estratégia de inversão, mas ocasionalmente desistem no momento de escolher qual “lane” seguir. Kami é a estrela do time e arrebenta nas “team fights”, mas todo mundo sabe que ele tem um estilo mais passivo quando está na “lane”. Isso libera o Caçador para acampar nas “side lanes” e nem sempre o time é capaz de invadir a selva do inimigo neste tipo de estratégia. Muito acostumada a jogar em torno dos pontos fortes e fracos do seu estilo de jogo, falta a equipe perceber que ele ainda pode ser explorado.

Análise

· Caso SirT acampe na “bot lane”, Mylon terá uma oportunidade para “ganks”;

· A Pain é conhecida por seus times para “team fignt”. A dúvida é eles vão trabalhar nos picks para compor ou para tirar os champions?

· Se houver inversão de lanes a Pain irá jogar no estilo Ocidental (4×0) ou Oriental (“Lanes” hibridas)?

Formação

POSIÇÃO

NOME

A/M/A NA FINAL

Topo

Matheus “Mylon” Borges

4.14

Caçador

Thúlio “SirT” Carlos

5.42

Meio

Gabriel “Kami” Bohm

18

Atirador

Felipe “brTT” Gonçalves

11.3

Suporte

Hugo “Dioud” Padioleau

3.55

Fonte: Omelete

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *